Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2008

Libera-me

 

Libera o mar da sua rotina piedosa e imprevisível, fá-lo crescer, ensina-lhe vida, diz-lhe coisas bonitas, e, depois, apaixona-te pelas suas águas poluídas e carentes da carência ousada de tanto querer. Dá-lhe fogo, sopra-lhe vento, conta-lhe histórias de embalar aos peixes, alimenta-lhe os poros, acaricia-lhe, faz-lhe promessas, conta-lhe o futuro, desilude-lhe a alma, dá-lhe apoio, adiciona carinho à mistura e drama, já agora, dá-lhe razões para continuar, fá-lo desistir…Depois, faz-me isso a mim.

O mar não seria mar, se não tivesse vida sob ele, se não tivesse ondas, barcos, e surfistas que ousam acariciar-lhe o rosto, a espuma branca que por vezes paira, escondendo a não imparcialidade do espírito complexo que lhe pertence por natureza…

Eu, não seria eu, se não vivesse, se não sentisse nostalgia e saudade do passado e ansiedade pelo futuro, se não amasse com todas as minhas forças, se não desistisse de não desistir, se falasse por só falar, se sentisse como quem não sente, se me matasse e renascesse, se não me queixasse, se estivesse satisfeita como quem acaba de comer o seu prato preferido… Nada seria eu, se isto não acontecesse. Nada seria mar, se aquilo não se constasse.

Estou fraca e frágil, pronta para receber algumas coisas que acabaste por dar ao mar, para aprofundar o meu futuro, como uma broca fura uma parede, para cozinhar alguns dos meus estados de espírito, medos, receios e complexos. É agora, não percas tempo!

Marca-me com uma marca idêntica à que os Judeus eram marcados, mas por dentro, faz-me isso, queima-me, viola-me, bate-me, prende-me, apunhala-me, mutila-me e depois, pede-me para andar bem disposta e feliz.

Sou parva e inocente, enquanto isso, vou cantando aquela melodia que me ensinaste, esperando um dia, quando o deixar de ser, que me aguardes com o mesmo sorriso e vontade que me prometeste sempre aguardar.

Libera-me para me aprisionares a todas as tuas garras suaves e ingénuas, desperta-me, inova-me, desenha-me e depois…depois falamos em realidade, em vida, em morte, em desejo, em pecado, em filhos, netos e tios.

Mostra-me a lua, aponta-me o lugar onde me imaginas todas as noites, faz as noites crescerem, faz-me dormir mais horas para que a realidade se torne no que sonho e não no que vejo, acaricia-me, adormece-me e…acorda-me para a vida, que é minha e tua.

Fica comigo, até aquilo que fui, sou e serei já não existir mais.

Não te peço mais nada, aliás, nem te peço nada, esquece tudo o que te disse, pois amanhã já não fará sentido.

Deixa o futuro comigo, eu tratarei bem dele…podes?!

Já agora, faz-me mais bonita também, esculpe-me na escultura perfeita, na semideia e muda ideal, caso contrário cega aqueles para quem eu não sou suficiente. Mente e dá-me veneno. Purifica-me. Mostra-me o outro lado do Mundo num descampado coberto por uma noite estrelada e quente. Passa-me de inocente a culpada.

És perfeito. Encaixas como um puzzle nos meus defeitos e qualidades que, misturados, não dão o sabor desejado e tentador.

Fala comigo, explica-me que a vida não é assim, tenta vezes sem conta, até acabares com a criança que sou. Diz-me sempre a verdade. Faz-me mulher. Beija-me. Arrasta-me para outra prisão, que esta, já não aguento mais…suplico-te.

publicado por Afonsinetes às 21:15
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De mímica a 13 de Fevereiro de 2008 às 22:10
Ai esse amor... escreves muito bem amiga. Só demonstra a tua maturidade. Quem me dera escrever como tu...
Tá descansada que esse dia irá chegar, vou fazer muita força para que isso aconteça. Bjs e muita felicidade e não desista de lutar por aquilo que queres e idealizar o teu futuro.
É como tu dizes: «Quando se deseja muito, todo o universo conspira para que este se concretize». Uma coisa assim, parecida. Mas é pra veres... FORÇA! EU TOU SEMPRE AÍ CONTIGO, AMIGA!
De TiBéu ( Isa) a 20 de Fevereiro de 2008 às 00:08
Passei para te deixar muitos beijinhos com muito amor de amiga. bj
De TiBéu ( Isa) a 20 de Março de 2008 às 22:31
petereggs.gif

Feliz Páscoa Bj
De aquela_a_tal a 25 de Março de 2008 às 01:07
Oh Céus, este texto está tão mas tão perfeito. Aliás tu és toda perfeita. Perto de uma escultura de pedra, dura, áspera e sem vida tu és o Sol em noites de tempestade, és uma estrela no céu escuro de um cego. Não peças para ser melhor do que o que és, porque te garanto, isso é impossível . És a ingenuidade pura, a verdade mais alegre, a libertação das mentiras. Enquanto presa estás longe deste mundo que não vale de nada. Por isso, não peças para seres melhor, maior, mais livre, porque apesar de saber que é difícil ser tratada como uma flor de estufa, usando o eufemismo, estás protegidas, estás salvaguardada das desilusões , das verdades que doem . Cresce sim, mas devagar, não tenhas pressa porque não é preciso acontecer tudo de uma hora para a outra. Aproveita os dias de prisioneira no teu canto, sonha bem alto, porque quando chegar à altura de perceberes que tudo é tão escuro e amargo, vais deixar de sonhar e aí sim, vais desejar ser outra vez uma pequena estrela cheia de luz para viver, para dar vida e voltar a sonhar.


Não sei o que melhor dizer, já não sei escrever como antes (parece que este mal nos ataca a todos) mas foi com a melhor das intenções .

Melhor amiga amo-te. És um tesouro.

Comentar post

=
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

=

=

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

=

=< Consider me a satelite fo...

=< Libera-me

=< Hoje...

=< Complicações derivadas da...

=< Plenitude

=< Purgatório de passagem

=< A minha estrela

=< "Qualquer coisa, porque à...

=< Momentos, tempo e outras ...

=< "Duas Cabeças Pensam Melh...

=

=< Maio 2008

=< Fevereiro 2008

=< Janeiro 2008

=< Novembro 2007

=< Outubro 2007

=< Setembro 2007

=< Agosto 2007

=< Julho 2007

=< Junho 2007

=< Maio 2007

=< Abril 2007

=< Março 2007

=< Fevereiro 2007

=< Janeiro 2007

=< Dezembro 2006

=< Outubro 2006

=< Setembro 2006

=< Agosto 2006

=< Julho 2006

=< Junho 2006

=

=< todas as tags

=

=

=< participe neste blog

Visitas:

blogs SAPO

=