Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Grito, Grito, Gritamos

 
 
A vida é uma coisa maravilhosa até ao dia em que percebes que nunca irás conseguir o suficiente, que nunca irás estar inteiramente feliz, e que a felicidade, como outra coisa qualquer tem defeitos e está longínqua da perfeição…
Felicidade é uma palavra maravilhosa, toda a gente quer, toda a gente gosta…Qualquer pessoa desespera por encontrá-la, correm meio mundo por ela, algumas chegam a suicidar-se até…
Mas ninguém se lembra de que a busca pela felicidade é a sua própria infelicidade, pela perda de tempo, pelas depressões, pelas agonias, pelos choros…por tudo.
É outra estúpida ilusão de óptica e uma das mais belas feiíssimas obras do diabo…
A noção do que é a minha felicidade hoje, não é a mesma de amanhã, sacana de evolução que me rebenta os miolos.
O melhor de tudo, é que podes simplesmente refugiar-te em algo e mandar todos estes pensamentos de uma mente não limpa para outro sítio que não fica atrás e esquecer tudo talvez durante uns segundos e, se tiveres sorte, ainda consigas uns minutos…
Voltei a receber uma estupenda carta tua, o velho ritual repetiu-se, não sei como é que ainda tenho lágrimas esquecidas e revoltadas, uma fonte infinita de pequenos cristais de saudade, nunca secas maldita fonte…oh como eu queria te ver seca e morta tal como tu, razão desta ânsia e mágoa, me deixaste…Desaparece! Ou apareces totalmente, ou desapareces completamente e deixas-me voltar a cara para o futuro, olhar em frente e lembrar o passado só de vez em quando…
Mas se não fosses tu a dar-me esta ridícula inspiração para escrever, outro mal seria, ao menos ao teu já me acostumei, tenho medo de vir um ainda pior ou apenas diferente…
O tempo não anda para trás, eu sim…
Se queres que te diga, estou farta da tua sombra na minha consciência, odeio-a tanto, sempre aqui a corroer-me os órgãos sentimentais…
Não consigo escrever mais…deixas-me assim, fraca…
sinto-me: estupendo texto
publicado por Afonsinetes às 22:37
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De katy a 6 de Agosto de 2007 às 23:30
Ola linda!
Achei o texto maravilhoso...

Eu hoje tambem estou num daqueles raros dias de inspiração!
Normalmente, esses dias são os mais tristes, e o de hoje nao foge à regra!!!

Sinto-me tristíssima e muitíssimo feliz ao mesmo tempo, se é que isso é possível...

Tento pensar noutra coisa, mas não dá muito resultado... Tal como tu disseste, essa distracçao só duras uns seguntos, minutos, com sorte!

Espero que um dia passe, e que me deixe seguir em frente*

Beijinhos fofos, estou cheia de saudades, ACREDITA!!!

Adoro-te*
De mímica a 25 de Agosto de 2007 às 14:52
É como dizem os budistas: só seremos felizes quando nos contentar-mos com aquilo que temos, ou seja, tirar partido de tudo o que há de bom na nossa vida.

Comentar post

=
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

=

=

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

=

=< Consider me a satelite fo...

=< Libera-me

=< Hoje...

=< Complicações derivadas da...

=< Plenitude

=< Purgatório de passagem

=< A minha estrela

=< "Qualquer coisa, porque à...

=< Momentos, tempo e outras ...

=< "Duas Cabeças Pensam Melh...

=

=< Maio 2008

=< Fevereiro 2008

=< Janeiro 2008

=< Novembro 2007

=< Outubro 2007

=< Setembro 2007

=< Agosto 2007

=< Julho 2007

=< Junho 2007

=< Maio 2007

=< Abril 2007

=< Março 2007

=< Fevereiro 2007

=< Janeiro 2007

=< Dezembro 2006

=< Outubro 2006

=< Setembro 2006

=< Agosto 2006

=< Julho 2006

=< Junho 2006

=

=< todas as tags

=

=

=< participe neste blog

Visitas:

blogs SAPO

=